O seguro que você precisa, com as facilidades que você procura estão aqui. Não perca tempo, envie logo as informações necessárias para que lhe façamos uma oferta interessante.

Selecione o produto para solicitar a sua cotação:

 

 

Veja mais



Digite o seu e-mail no campo abaixo e receba novidades por e-mail.

 
Prešo do seguro de carro dispara

O valor do seguro de veículos novos e usados aumentou até 40% em Goiás, nos últimos 60 dias, na comparação com o mesmo período de 2008. Essa elevação dos preços coloca Goiânia entre as cinco capitais com o custo de seguro de veículo mais alto do País, perdendo apenas para São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Segundo o presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de Goiás (Sincor-GO), Joaquim Mendanha de Ataídes, entre os motivos que explicam a alta do valor do seguro automotivo estão a queda da taxa básica de juro (Selic), que está afetando o rendimento das aplicações das seguradoras, o aumento de mais de 40% dos roubos de carros em Goiânia, devido a greve dos policiais civis, que foi suspensa ontem, e o complicado trânsito da cidade, que contribui para o aumento do número de acidentes.

Reposição

Outro fator que contribuiu para a elevação dos preços é a falta de peças de reposição para os carros usados. Por isso, os seguros que tiveram os maiores reajustes foram para os proprietários de veículos usados como a caminhonete Hilux (40%), Uno Mille (35%), Parati (25%) e Gol (20%). Já para os carros zero, o aumento médio do seguro foi de 15%, nos últimos 12 meses, de acordo com Thiago Soares Limeira, da Tâmega Corretora de Seguros.

O diretor da Porto Seguro, Marcelo Sebastião, alerta que se a Selic cair de novo, na reunião de hoje do Copom, os preços dos seguros poderão ser reajustados novamente. Ontem, a taxa básica de juros estava em 9,25% ao ano.

A explicação é que as seguradoras aplicam o dinheiro em operações que variam de acordo com os juros. Com a taxa menor, as empresas têm lucros menores.

Incômodo

O presidente do Sincor-GO reconhece que o preço do seguro de veículos aumentou muito em Goiânia e afirma que essa situação não agrada os corretores, pois afasta os clientes. Ele lamenta o crescimento do número de acidentes e de roubos no Estado, que contribuem para a alta da sinistralidade na região.

Os valores do seguro variam de acordo com a idade dos usuários do veículo, o sexo (homens pagam mais do que as mulheres), a frequência de utilização e o nível de segurança do local onde o segurado mora ou trabalha.[2]

Outro fator que influencia é o modelo do veículo. O seguro de um carro zero é bem mais barato do que o do carro usado, do mesmo modelo. As pessoas sempre têm mais cuidado com o carro novo, deixa-o sempre em garagens com vigias. Em casos de roubos é maior o índice de recuperação, e eles quase nunca apresentam defeitos, justifica o presidente do Sindicato dos Corretores de Seguro, Joaquim Mendanha.

Fonte: SEGS

 

© Valim Corretora de Seguros Ltda. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Tássia Valim